sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Zêlo pela Tua Casa me consome...

Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!


Bom dia, queridos e amados irmãos.


As Pelavras de Deus para nossa vida hoje, estão contidas nas seguites leituras: Apocalipse 10,8-11, Salmos 118, Lucas 19,45-48.


Lucas hoje vem nos mostrar o zelo de Jeusus para com a Casa de Deus: "O zelo da tua casa me devorou, e as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim" - Sl. 69, 9. Isto havia sido profetizado há muito por Davi e agora se materializava diante dos olhos dos díscípulos e isto fazia com que eles se certificassem cada vez mais que aquele homem era verdadeiramente o Filho de Deus.

Queridos irmãozinhos, isto nos serve a mostrar a importância dos nossos templos, das Casas de Oração que, espalhadas pelo mundo todo, nos servem de abrigo d´alma; não somente as igrejas católicas, mas também aos templos evangélicos e todos aqueles os quais são dedicados ao culto ao Senhor Deus. E abro um parenteses aqui para me referir não somente aos tempos físicos, mas também o maior dos templos erguidos por Jesus que é o nosso coração. O zêlo para com as Casas de Oração, como Izaias se referia aos templos, também deve nos consumir. Mesmo dentro de nossos lares, aquele cantinho que reservamos à moradia permanente de nosso Deus deve ter uma preocupação extrema para cuidados. É ali, é nas Casas de Oração que o Senhor habita e vêm nos falar. É alí que buscamos e encontramos o refúgio para a cura de nossos males, para cura de nossas angústias, de nossas dores. Muita vezes o inimigo dos templos não são verdadeiramente os vendedores, o comércio que frequentemente encontramos nas portas dos templos, mas nós mesmos, com nossa falação, com nossas vestes por vezes minusculas, com os ruidos dos toques telefonicos, com nossa total demonstração de falta de respeito para com o altar, para com o sagrado. Não se trata de sacralizar tudo o quanto há dentro do templo, o que até então não seria de todo mal, afinal, tudo alí fora dedicado ao Senhor Deus, mas sim de respeito para com Cristo e principalmente para com o altar do sacrifíco e também para com o ambão, o lugar da´onde a Palavra de Deus é proferida pela boca dos nossos padres, dos nossos pastores, dos nossos missionários, emfim, pelos profetas da nossa geração. O templo, assim, deve ser o local solene onde vamos nos reunir para louvar e adorar ao único que é digno de louvor e glória e nunca para outro fim. Também assim devemos agir com nossos corpos, tratando-os de forma adequada e respeitável pois que somos corpos de Cristo e morada do Espírito Santo.

Que nos "templos" de Deus, que nas Casas de Deus possamos encher nossos corações das doces Palavras do Senhor.

Na paz de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário