domingo, 31 de maio de 2009

Pentecostes...


E descerá sobre vós o Espírito Santo e vos darás força... (Atos 1, 8)


Salve amados de meu Pai

Iniciamos hoje um nova Era em nossas vidas cristãs.

Cumprindo as profecias, o Verbo se fez homem, habitou no meio de nós, passou por sacrifícios, paixão e morte na Cruz, a mais severa imposta aos homens em sua época. Mas ressucitou. Nosso DEUS VIVO agora subiu aos céus e está sentado à direita do Pai intercedendo por seus irmãos na Terra.

Há exatos 50 dias, celebramos a Páscoa do Senhor que foi sua ressurreição. Celebramos a vida em seu sentido mais completo e complexo. A esperança havia retornado aos corações dos homens, embora eles ainda não haviam se apercebido disto. As poucos Jesus se fazia presente e caminhava com os seus, mostrava-lhe as chagas e ceiava com eles. Hoje mais uma promessa do nosso Jesus se cumpre: a vinda do Paráclito, do nosso advogado, intercessor, da nossa luz, do fogo da Igreja de Cristo, o Espírito Santo de Deus.

Antes de subir aos céus Jesus afirmava que ainda não entendíamos Suas Palavras mas que o Espírito de Deus viria sobre nos para esclarecer, nos iluminar os corações para a Verdade e assim porder cumprir nosso papel de cristão que é de evangelizar os povos que ainda não conhecem ao Pai e trazer para nosso seio aqueles que se encontram desviados.

Amados, que neste dia possamos partilhar das bençãos de Deus para nós. Que possamos alegrar nossos corações e pedir que o Espírito Santo nos venha a iluminar nossas vidas, a nos esclarecer os ensinamentos de Cristo, a transformar nossas vidas, fazer-nos homens e mulheres novas em Cristo, a manter-nos fiéis a nossa fé, a cumprir seu desejo de união, de evangelização, de comunhão.

Lembremos, não basta ser crente, tem que ser discípulo. E isto, nosso advogado nos guiará a sermos. Basta abrirmos nossos corações e clamar-mos por Ele.

Hoje é dia de Alegria. Toda a Alegria do Senhor sobre suas vidaas, de seus familiares, de seus amigos, de todos quantos os rodeiem. Exultemos e regojizemos nossos corações.

Na Paz de Jesus e no Amor de Maria....

sábado, 30 de maio de 2009

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos - Sexta Feira - Pr José Roberto Cavalcante

Salve amados,

Snif...snif…snif... Terminou mais uma edição do evento “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”.

O evento lotou a Igreja de N S Fátima – RTS, no Méier, em todas as noites, reunindo cerca de mais de 400 fiéis, entre católicos e evangélicos em oração. Mas o Pároco já avisou: em Setembro, mais eventos direcionados à unidade cristã.

Nesta sexta-feira o convidado foi o Pr. José Roberto Cavalcante, da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil e Presidente do CONIC-Rio, entidade que congrega igrejas cristãs brasileiras em torno da unidade.

O Reverendo nos trouxe nesta noite o tema: historia da divisão e a necessidade da unidade, relatando as históricas desuniões desde Gênesis 13, entre Abraão e Ló, passando pelos filhos de Jacó que se desentenderam no episódio de José em Gênesis, 37, até a divisão de Israel com a morte de Salomão (I Reis 12). Depois, já no novo testamento, a divisão continuou, principalmente quanto a Judeus e pagãos (Atos 10), até chegar aos dias de hoje, passando pela idade média e o protestantismo. O Pr. contou também um pouco sobre o conselho que representa, mencionando que o tema da semana ecumênica deste ano foi escolhido pelos cristãos da Coréia, que primam por ver novamente unida a sua pátria.

Mas para fins de reflexão, salientou que a verdadeira desunião não está só no contexto social ou político, mas sim no religioso. As religiões já foram criadas desunidas. Desde o início do Cristianismo, de uma certa forma, já havia rupturas, desentendimentos, talvez não em relação ao Senhor, mas como adorá-lo. E isto ocorre até os dias de hoje, com os católicos, evangélicos, protestantes, mulçumanos, etc. Mas isto precisa ser mudado e para isto busca-se a esperança, cada dia mais, no ecumenismo.

Em Ezequiel 37, Deus quer a união dos seus, das tribos que foram desfeitas, pois a união delas é que tornará seu reino mais forte. Mas esta profecia hoje em dia nos alcança, pois que vivemos no tempo da graça, onde Deus se fez humano através de Jesus, dando-nos a Ele para que então conhecêssemos a Deus e o seguisse por todo o sempre. Ora se Cristo é nossa Igreja e nós somos membros D`Ela, somos então membros do Corpo de Jesus, onde não há lógica em sermos separados, já que nenhum corpo tem seus membros separados, sob pena de ficarem maculados, estarem mutilados.

Assim, a profecia nos alcança, exortando-nos a cada dia, a nos unirmos em torno do nome daquele que se deu por nós. Temos de nos reconciliar, ainda que para que isto aconteça, venhamos a sofrer represálias, injustiças, etc.

E esta reconciliação, diga-se de passagem, não deve operar somente entre as religiões. Muitas igrejas sofrem pela separação de seus próprios membros, pastorais, movimentos, etc. Os desentendimentos acontecem em todo o lugar, seja na igreja católica, seja na evangélica, protestante, etc.

O ecumenismo está sobre tudo centrado na “reconciliação”. Ecumenismo não significa que eu tenha de abdicar minha forma de adorar a Deus para fazê-lo do jeito que meu irmão pensa que é certo. Ecumenismo significa respeito. Significa olhar a Jesus, sem abrir mão das características de sua religião, de seus dogmas de seus sentimentos. Por isso precisamos mais e mais difundir o sentindo ecumênico no meio de nós. Precisamos voltar a ser um para a alegria de Deus, para sua Glória.

E a Semana de Oração vem tentando resgatar isto. É um primeiro passo para a Unidade dos Cristãos. Mas esta “união” tem de ser sincera. É muito fácil ficarmos dentro de Casa e recebermos nossas visitas e tratar-lhes bem. Temos que realmente nos despir da capa da soberba e esticar a mão ao irmão. Vamos exercitar esta Semana sempre que pudermos. Da mesma forma com que recebemos nossos irmãos evangélicos, vamos também em suas Casas, vamos partilhar.

Acho que poucos sabem, mais eu vivo um relacionamento ecumênico. Minha esposa é evangélica da Igreja de Nova Vida e temos um bom trânsito dentro das igrejas católica e evangélica. Partilhamos da Palavra. Buscamos a união de outros irmãos. E vocês não sabem o quanto isso é bom, o quanto vivemos com a alma lavada.

Fica aqui, assim, meu convite. Procurem na internet o pastor que participou desta Semana de Oração e de outras que você também possa ter participado. Vá à sua Igreja. Partilhe da Palavra, dos louvores, da adoração, enfim, beba de tudo como eles beberam em nossa Casa.

O Ecumenismo, a reconciliação inicia-se assim...Pensem nisso...

Estarei postando fotos e filmes deste dia no orkut, na rede 93, no youtube....Por enquanto deixo os seguintes endereços:


http://www.youtube.com/jaugustogrj

http://rede.radio93.com.br/profile/JoseAugustoGomes

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=7744669924895755916

para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...
Que quiser, é só dar uma passadinha e ver como foi mais este dia de glória...


Na Paz de Cristo...

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos - SextaTerça Feira - Pr Geraldo Alcântara

Salve amados,

Snif...snif…snif... Terminou mais uma edição do evento “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”.

O evento lotou a Igreja de N S Fátima – RTS, no Méier, em todas as noites, reunindo cerca de mais de 400 fiéis, entre católicos e evangélicos em oração. Mas o Pároco já avisou: em Setembro, mais eventos direcionados à unidade cristã.

Nesta sexta-feira o convidado foi o Pr. José Roberto Cavalcante, da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil e Presidente do CONIC-Rio, entidade que congrega igrejas cristãs brasileiras em torno da unidade.

O Reverendo nos trouxe nesta noite o tema: historia da divisão e a necessidade da unidade, relatando as históricas desuniões desde Gênesis 13, entre Abraão e Ló, passando pelos filhos de Jacó que se desentenderam no episódio de José em Gênesis, 37, até a divisão de Israel com a morte de Salomão (I Reis 12). Depois, já no novo testamento, a divisão continuou, principalmente quanto a Judeus e pagãos (Atos 10), até chegar aos dias de hoje, passando pela idade média e o protestantismo. O Pr. contou também um pouco sobre o conselho que representa, mencionando que o tema da semana ecumênica deste ano foi escolhido pelos cristãos da Coréia, que primam por ver novamente unida a sua pátria.

Mas para fins de reflexão, salientou que a verdadeira desunião não está só no contexto social ou político, mas sim no religioso. As religiões já foram criadas desunidas. Desde o início do Cristianismo, de uma certa forma, já havia rupturas, desentendimentos, talvez não em relação ao Senhor, mas como adorá-lo. E isto ocorre até os dias de hoje, com os católicos, evangélicos, protestantes, mulçumanos, etc. Mas isto precisa ser mudado e para isto busca-se a esperança, cada dia mais, no ecumenismo.

Em Ezequiel 37, Deus quer a união dos seus, das tribos que foram desfeitas, pois a união delas é que tornará seu reino mais forte. Mas esta profecia hoje em dia nos alcança, pois que vivemos no tempo da graça, onde Deus se fez humano através de Jesus, dando-nos a Ele para que então conhecêssemos a Deus e o seguisse por todo o sempre. Ora se Cristo é nossa Igreja e nós somos membros D`Ela, somos então membros do Corpo de Jesus, onde não há lógica em sermos separados, já que nenhum corpo tem seus membros separados, sob pena de ficarem maculados, estarem mutilados.

Assim, a profecia nos alcança, exortando-nos a cada dia, a nos unirmos em torno do nome daquele que se deu por nós. Temos de nos reconciliar, ainda que para que isto aconteça, venhamos a sofrer represálias, injustiças, etc.

E esta reconciliação, diga-se de passagem, não deve operar somente entre as religiões. Muitas igrejas sofrem pela separação de seus próprios membros, pastorais, movimentos, etc. Os desentendimentos acontecem em todo o lugar, seja na igreja católica, seja na evangélica, protestante, etc.

O ecumenismo está sobre tudo centrado na “reconciliação”. Ecumenismo não significa que eu tenha de abdicar minha forma de adorar a Deus para fazê-lo do jeito que meu irmão pensa que é certo. Ecumenismo significa respeito. Significa olhar a Jesus, sem abrir mão das características de sua religião, de seus dogmas de seus sentimentos. Por isso precisamos mais e mais difundir o sentindo ecumênico no meio de nós. Precisamos voltar a ser um para a alegria de Deus, para sua Glória.

E a Semana de Oração vem tentando resgatar isto. É um primeiro passo para a Unidade dos Cristãos. Mas esta “união” tem de ser sincera. É muito fácil ficarmos dentro de Casa e recebermos nossas visitas e tratar-lhes bem. Temos que realmente nos despir da capa da soberba e esticar a mão ao irmão. Vamos exercitar esta Semana sempre que pudermos. Da mesma forma com que recebemos nossos irmãos evangélicos, vamos também em suas Casas, vamos partilhar.

Acho que poucos sabem, mais eu vivo um relacionamento ecumênico. Minha esposa é evangélica da Igreja de Nova Vida e temos um bom trânsito dentro das igrejas católica e evangélica. Partilhamos da Palavra. Buscamos a união de outros irmãos. E vocês não sabem o quanto isso é bom, o quanto vivemos com a alma lavada.

Fica aqui, assim, meu convite. Procurem na internet o pastor que participou desta Semana de Oração e de outras que você também possa ter participado. Vá à sua Igreja. Partilhe da Palavra, dos louvores, da adoração, enfim, beba de tudo como eles beberam em nossa Casa.

O Ecumenismo, a reconciliação inicia-se assim...Pensem nisso...

Estarei postando fotos e filmes deste dia no orkut, na rede 93, no youtube....Por enquanto deixo os seguintes endereços:http://picasaweb.google.com/jaugustog
http://www.youtube.com/jaugustogrj

http://rede.radio93.com.br/profile/JoseAugustoGomes

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=7744669924895755916

para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...
Que quiser, é só dar uma passadinha e ver como foi mais este dia de glória...


Na Paz de Cristo...

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Salve,

como havia prometido, estou postando o link das fotos da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.

Acessem http://picasaweb.google.com/jaugustog

Semana de Oração Pela Unidade - Quinta Feira - Pr. Sergio Franco

Salve amados,

Hoje é quinta feira, dia 28 de maio e está chegando ao fim mais uma Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, onde evangélicos e católicos estão reunidos em nome D´Aquele que veio pelo Pai.

A noite teve início com muito louvor e adoração, preparando o povo para receber a Palavra da noite. E o convidado foi o Pr. Sérgio Franco, da Comunidade Atos – Zona Oeste que nos conduziu com o tema: “Não basta ser crente, tem que ser discípulo”.

O Pr Franco iniciou sua preleção na passagem de João 8: 29-32, onde Jesus, ao dizer que Deus estava sempre ao seu lado por Ele fazer somente a vontade do Pai, fazia com que o povo cresse em Nele. Mas diante disso, continuava dizendo ao povo que conhecendo a Palavra é que eles seriam libertos. Assim, Jesus condicionada a libertação do povo que o escutava, não só ao fato de crerem N´Ele, mas se eles se mantivessem na Palavra, fossem obedientes aos mandamentos, às Escrituras.

A uma primeira vista poderia o cristão dizer: “oba, tá pra mim. Então é fácil ser discípulo. Basta-me manter fiel a Palavra”. Mas citando João 12: 47-48, onde vemos que Jesus não se declarava juiz, mas sim, Salvador, mas alertava ao povo que aquele que não obedece à Palavra seria por Ela julgado, o pregador salienta que não é bem assim, pois seguir a Palavra, guardá-la, obedecê-la, significa radicalidade. Não existe meio termo. Ou se obedece ou não obedece. Como está firmado em Lucas 14: 31-33: “qualquer pessoa que não renunciar a tudo, não é discípulo”. E tudo não é deixar de obedecer 50%, 99%. É tudo.

Ser discípulo implica radicalidade. Crer não basta ao Cristão. Tem que ser fiel. Tem que se renunciar ao “velho homem”.

Jesus é nosso Senhor. Atendê-lo, sem oposição, é nosso dever como um servo fiel. Ilustrando a Palavra, o Pr Franco citou I Reis 20: 1-4. Em Lucas 6:46, Jesus vem nos interpelar “porque me chamais de Senhor se não fazem o que Eu mando?” Pois é. Clamar por Nosso Senhor implica reconhecer o Poder do Altíssimo e render–lhe obediência. Renunciar a si mesmo. Renunciar a tudo, ser radical.

Mas afirma o Pregador que é possível seguir a Cristo: primeiro, temos que querer. Parte da nossa vontade. Temos de dizer “Eu quero!”; segundo reconhecer nossa pequenez: “Não posso nada!”; terceiro, ser fiel e obediente sem contestar: “Não entendo nada!”.

Mais uma vez, rios de bênçãos jorraram naquele templo. E este foi meu presente para hoje, afinal, passei meu aniversário nos braços do meu Pai. Amanhã teremos a presença do Pr. José Roberto Cavalcante, Presidente do CONIC Rio encerrando o seminário deste ano de 2009.

Estarei postando fotos e filmes deste dia no orkut, na rede 93, no youtube....Por enquanto deixo os seguintes endereços:

http://picasaweb.google.com/jaugustog




para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...
Que quiser, é só dar uma passadinha e ver como foi mais este dia de glória...

Aos irmãos que passarem por este blog e se sentirem tocados, venham orar e louvar conosco. A Paróquia N S Fátima – RTS fica na Rua Adriano, nº 158, Méier. Lá é uma das Casas que Deus escolheu para nos fazer UM.

Na Paz de Cristo....

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Semana de Oração Pela Unidade - Quarta Feira - Pr. Alexandre da Matta

Salve amados,

A Semana de Oração já entra pelo seu terceiro dia e como tem sido, chuva de bênçãos vêm caindo na Paróquia N S Fátima – RTS, no Méier.


Nesta quarta feira, o convidado foi outro também velho amigo da comunidade, Pastor Alexandre da Matta, que nos trouxe uma Palavra centrada em Mateus 14: 22-30, onde, nada que se aparenta trágico, necessariamente foi abandonado por Deus.

Segundo o palestrante, essa passagem apresentada pelo Evangelista retrata o momento em que Jesus, após a pregação célebre em que multiplicou pães e peixes, teria ordenado aos discípulos que entrassem em uma embarcação para esperá-lo em uma outra margem do rio, enquanto se colocava a despedir-se da multidão que o acompanhara. Em dado momento, no meio do rio, sob forte tempestade, Jesus, caminhando sob as águas, vai ao encontro dos discípulos.

Sob este aspecto, é de se indagar como Jesus teria deixado seus discípulos amados passarem por toda aquela tormenta, já que com seu poder certamente saberia o que iria acontecer.

Mas á assim que Deus age em nossa vida. Nada se faz por acaso. Não é porque tudo dá certo em nossa vida que é abençoado por Deus. As tormentas também podem ser obras do Pai, mas servem para nos fortalecer, não só na fé, mas como verdadeira lição de vida.

Na tormenta pelo que passavam os discípulos, Jesus se fez presente para acalmá-los. Assim Ele age conosco. Nos coloca em situações para ver como nos saímos, mas não sai de nosso lado, trazendo-nos conforto em nossa caminhada.

Ao se aproximar do barco, Jesus vendo que Pedro queria ir ao seu encontro, ordena-o que vá; Pedro até sai do barco e começa seu caminhar por sob as águas, mas por vacilo em sua fé no Filho de Deus, começa a se afogar.

E isto sempre acontece conosco. Deus nos chama a caminhar com Ele mas, não é raro, na primeira dificuldade, nós desistirmos dos nossos objetivos. Perdemos nossa fé com muita facilidade e fatalmente tudo o que já fizemos, tudo aquilo que conseguimos, perdemos. Temos de começar tudo novamente. Caminhar por todo o deserto de novo.

Mas como a Pedro, Ele irá nos levantar e, sem questionamentos, se colocará a caminhar novamente conosco. Se crermos na Palavra que salva e liberta, caminharemos por sob as águas. Por isso é que não devemos temer passar por situações aparentemente intranqüilas, pois quem crer, ainda que esmoreça na fé, será salvo.

Mas a noite não ficou só na Palavra. Ouve muito momento de louvor e adoração comandado pelo Pe. Antonio José, acompanhado do Ministério de Música da Paróquia N S Fátima – RTS. Finalizou-se a noite com a ministração do Pároco sobre a parábola do grão de mostarda, tendo levado a Igreja a um ato profético de “semear” um pequeno grão, ou seja, a sua pequena fé, crendo que esta crescerá e dará fruto. Confirmando este ato, levou a comunidade a cantar o louvor “Rompendo em Fé”.

A igreja, lotada, passou mais uma noite na unção.

Amanhã tem mais...

Estarei postando fotos e filmes deste dia no orkut, na rede 93, no youtube....

Por enquanto deixo os seguintes endereços:

http://www.youtube.com/jaugustogrj

http://rede.radio93.com.br/profile/JoseAugustoGomes

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=7744669924895755916

para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...

Quem quiser, é só dar uma passadinha e ver como foi mais este dia de glória...

Aos irmãos que passarem por este blog e se sentirem tocados, venham orar e louvar conosco. A Paróquia N S Fátima – RTS fica na Rua Adriano, nº 158, Méier. Lá é uma das Casas que Deus escolheu para nos fazer UM.

Na Paz de Cristo....

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos - Terça Feira - Pr Geraldo Alcântara


Salve amados,

Hoje, segundo dia da Semana de Oração, a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima – RTS, recebeu o Pr. Geraldo Alcântara, da Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, atualmente em missão na Igreja da Ilha do Governador. O Pr. Geraldo é outro velho amigo da comunidade de N S Fátima e sempre que pode, encontra-se conosco em oração e louvor.

A noite teve início com a nossa irmãzinha Maira, do ministério de musica da N S Fátima, entoando o louvor “Esse Nome de Jesus”, de David Quinlan. Lindas a letra e a melodia, que foram repassadas aos fiéis que já saíram cantando como se a cantassem a tempo. Essa comunidade de N S de Fátima é uma igreja cristã, com certeza.

Você não precisa saber como orar
Você só precisa saber como chamar
Esse nome de Jesus! Jesus!
Bradando em fervor
Ou sussurrando em temor
Em meio a multidões
Ou a sós com o Senhor
Diga: Jesus! Jesus!Jesus! Como eu amo esse nome
Jesus! Ele é o mesmo a cada dia
Jesus! É o amado da minha alma
Jesus! Há poder nesse nome
Jesus! A minha vida transformou
Jesus! O Salvador e meu Senhor

Prosseguindo esse momento, passamos a uma adoração com uma ministração espontânea do Pr Geraldo, que encheu de bênçãos a Igreja. E aí teve inicio a Palavra de hoje.

O Pr nos trouxe para direcionamento o que é ter um coração de discípulo, consoante está contido em Filipenses, 2: 5-8. E para sermos discípulos, fiéis seguidores de Jesus, nos são imposta algumas condições:

- a obediência ao Mestre – a obediência de um discípulo glorifica o Senhor. Ser obediente é ser cumpridor da Palavra e não apenas um ouvinte D´Ela. (Tiago 1: 22-25). O discípulo vive a Palavra.

- o olhar fixo no desafio para o qual foi chamado – a disposição que nos colocamos em servir aos propósitos de Deus nos faz olhar somente para o desafio, na certeza que D´Ele virá a força para se romper as barreiras.

- ser servo em sua caminhada – ser discípulo é servir. É ser o primeiro a chegar e o último a sair. É ser humilde e se humilhar, é se dar em prol dos irmãos.

Seguindo isto, o discípulo vai ver a glória de Deus, é ungido por Ele (Izaias, 61), recebendo toda autoridade (Mateus, 10, 1) para curar os enfermos (Mateus 10, 7-8) que lhe procurarem. Mas para que o discípulo veja esta glória, é preciso que, antes de tudo, esvazie seu coração para que Deus possa lhe encher de sua graça. Esvaziar-se é sujeitar-se ao plano de Deus. Abrir mão de tudo para atender ao chamado. É renunciar as suas vontades, abrir mão dos seus sonhos e planos para q se cumpra somente a vontade de seu Mestre em sua vida.

Esta foi a Palavra de Deus para nos neste dia de bênçãos que foram derramadas pela boca do Seu servo Geraldo Alcântara.

Mas amanhã tem mais... Deus não dorme... Ele cuida de mim, cuida de nós... e cada vez mais nos quer discípulos e unidos.

Estarei postando fotos e filmes deste dia no orkut, na rede 93, no youtube....

Por enquanto deixo os seguintes endereços:
para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...

Que quiser, é só dar uma passadinha e ver como foi mais este dia de glória...

Aos irmãos que passarem por este blog e se sentirem tocados, venham orar e louvar conosco. A Paróquia N S Fátima – RTS fica na Rua Adriano, nº 158, Méier. Lá é uma das Casas que Deus escolheu para nos fazer UM.

Na Paz de Cristo....


terça-feira, 26 de maio de 2009

O Poder da Oração...

O Poder da Oração

Salve amados,

Depois de um breve descanso - já que às 3:00 da manhã ainda estava no micro disponibilizando os vídeos do evento de ontem da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos - retorno mais uma vez neste dia, agora para a meditação diária da Palavra, que hoje nos é indicada no Evangelho de João, 17, 1-11, 1ª parte.

1. Assim Jesus falou, e elevando os olhos ao céu, disse: “Pai, chegou a hora. Glorifica teu filho, para que teu filho te glorifique,
2. assim como deste a ele poder sobre todos, a fim de que dê vida eterna a todos os que lhe deste.
3. (Esta é a vida eterna: que conheçam a ti, o Deus único e verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que enviaste)
4. Eu te glorifiquei na terra, realizando a obra que me deste para fazer.
5. E agora Pai, glorifica-me junto de ti mesmo, com a glória que eu tinha, junto de ti, antes que o mundo existisse.
6. Manifestei o teu nome aos homens que, do mundo, me deste. Eles eram teus e tu os deste a mim; e eles guardaram a tua palavra.
7. Agora, eles sabem que tudo quanto me deste vem de ti,
8. porque eu lhes dei as palavras que tu me deste, e eles as acolheram; e reconheceram verdadeiramente que eu saí de junto de ti e creram que tu me enviaste.
9. Eu rogo por eles. Não te rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.
10. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu. E eu sou glorificado neles.
11. Eu já não estou no mundo; mas eles estão no mundo, enquanto eu vou para junto de ti.

A passagem de hoje tem início quando ainda Jesus ensinava aos seus discípulos, alertando-os do que estava para acontecer, a vinda do “advogado” que iria esclarecer tudo a respeito do que havia sido dito pelo Pai, Seu destino, e a atitude de seus seguidores. E já falava isso abertamente.

Hoje Jesus ora ao Pai pedindo pelos seus discípulos, para que fortaleça neles a fé, a crença em tudo o que lhes foi ensinado à respeito de Deus. Jesus faz esta oração muito particularmente por aqueles que então são seus seguidores. Aqueles que receberam a Palavra, creram Nela e tomaram como o Caminho de Suas vidas. Estes, que mais tarde viriam ser chamados Cristãos, foram os que receberam naquela oportunidade, as súplicas de Jesus.

Quando Jesus ascender aos céus, antes mesmo, quando tiver início toda sua Paixão do Enviado, seus seguidores ver-se-ão perdidos, sem rumo, sem um guia, temerosos pelo que lhes pode acontecer a qualquer momento, pois sobre isto foram alertados a todo momento: que iriam passar pelo que Jesus passou. E tudo isto faria com que eles se dispersassem, com que cada um fosse para um canto, abandonando toda a crença adquirida na Palavra, abandonando o Caminho.

É este o teor da súplica de Jesus: que o Pai neste momento, oriente aqueles que são seguidores de Cristo a perseverar na Palavra, na Verdade, nos Seus ensinamentos.

E quantas vezes nos dias de hoje nos vemos assim? Onde qualquer motivo é capaz de nos tirar a paz, o sossego, desviando-nos do Caminho e por vezes até nos fazendo descrer de tudo o que nos foi ensinado? Quantas e quantas vezes nos pegamos em erros em nosso agir, sem paciência, sem a tolerância que deve ser a conduta da vida de um Cristão?
È nesse momento que devemos orar ao Pai, como Jesus outrora pediu por nós. Lembremo-nos que Ele mesmo nos disse: Tudo o que pedirem ao Pai em meu nome, lhes será dado – João, 14, 13.

Então amados irmãos, coloquemo-nos sempre em oração. Trago de um pastor amigo um lema sempre citado por ele nas chamadas para campanhas de oração em sua igreja: “pouca oração, pouco poder, muita oração, muito poder, mas nenhuma oração, nenhum poder”.

Pensemos nisto. A força do Cristão está na oração e Jesus nos ensinava isto a todo momento, onde constantemente víamos seu recolhimento para suas oração particulares, ou mesmos no meio do povo, quando buscava interceder por eles. Mesmo sendo Jesus, Deus, Ele buscava Sua força de Seu Pai e isto o fazia através da oração.

É muito comum nos pegarmos em oração quando estamos em vias de perigo, de algum desgosto. Nestas horas é imprescindível a nossa oração. Mas como devemos estar sempre alertas, vigiantes, devemos tornar um hábito a oração, pela manhã, ao acordar, à noite antes do deitar, às refeições, enfim, em todos momentos. Esta freqüência também, se mostra importante a medida que vamos tomando em mente que, se em tudo devemos dar graças, pedir e dar graças por aqueles que não tem condição de pedir é nosso dever. Como Jesus fez, façamos também.

Este é o meu pensamento para hoje.

Voltarei com certeza mais tarde para falar sobre os acontecimentos deste segundo dia da Semana de Oração pelos Cristãos. Hoje a Paróquia N S Fátima recebe o Pr. Geraldo Alcântara, que tem um Ministério lindo para Jovens. É uma benção na vida deles. Quem tiver interesse, a Igreja fica localizada no Méier, na Rua Adriano, 158, Rio de Janeiro. Vá orar conosco.

Na paz de Jesus e no amor de Maria...

Semana de Oração Pela Unidade - Segunda Feira - Pr. Emerson Pinheiro

Salve amados,

Não podia ir dormir hoje sem ao menos entrar por uns instantes e dizer que iniciamos neste dia a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. E eu fui participar deste primeiro dia na Paróquia Nossa Senhora de Fátima – RTS, onde já é costume a realização de eventos ecumênicos, reunindo católicos e evangélicos em oração, louvor, pregação e adoração.

Neste primeiro dia, a Igreja lotada recebeu o Pr. Emerson Pinheiro, que é lider do Ministério de musica da Igreja Batista Central da Barra da Tijuca, além de arranjador e produtor musical de diversos cantores e grupos do mundo gospel, entre eles sua esposa, Pra. Fernanda Brum, O grupo Ellas e Eyshila.

No teclado e acompanhado de um violão, o Pr deu início a sua pregação cantando com toda a igreja a musica “Ao Único“ do Pr. Bené Gomes do Ministério Koinonya de Louvor. Depois entoou os louvores, “Eu Estava Lá”, “Eu Vejo a Glória” alguns outros.


Ainda enquanto louvava, ao som de Deus de Promessas, o Pr. Emerson ministrou uma Palavra em cima da passagem de Davi e Golias, onde salientava ao povo a necessidade de se crer em nosso Deus Vivo, nas promessas que Ele nos fez, pois Ele é o único capaz nos defender e ajudar a vencer os “Golias” da vida, da fome, do desemprego, das drogas, dos vícios.

Terminada a iniciação com louvores, o Pr. Emerson deu início a sua pregação desta primeira noite onde escolheu como tema “Como ser discípulo de Jesus”, trazendo-nos a leitura o Evangelho de Jesus, segundo Mateus, em 16, 24: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga”.

Disse-nos o pregador que para ser discípulo de Jesus, precisamos cumprir três etapas. Etapas aparentemente fáceis, mas que olhadas de um ângulo correto, são tão profundas que poucos homens conseguem alcançar. Primeiro, é preciso fazer a escolha. Eu quero. Este é o primeiro passo. A escolha por si só gera uma paixão infinita, um amor ilógico, uma vontade exacerbada, incontida de seguir a Jesus. Depende de nós. Mas para fazê-lo, temos de renunciar a nós mesmos, onde prevalece a vontade de Deus. É uma escolha onde não se reclama, onde se controla os impulsos, onde se renuncia aos erros, onde há uma disciplina. Como dizia o Pr. “Renunciar é se perder de si e descobrir quem Deus é.” Depois, de renunciar, temos de tomar nossa cruz, que significa temos responsabilidade sobre nosso gesto de seguir a Cristo, pois “segui-lo” como Ele mesmo já dizia, nos acarretaria a humilhação, a chacota, a afronta, a crucificação. Mas tudo isso devemos passar como Ele passou: oferecendo sempre a outra face. Devemos ter cuidado com nossa reações, pois palavras ditas em momentos de raiva, de ira, podem levar a conseqüências irreparáveis. Temos de Educar nossa vida no Espírito. E assim, tendo renunciado, tendo pego sua cruz, devemos então seguir os caminhos de Jesus, ou seja, não desviarmos a atenção D´Ele. Não perdermos jamais o contato com a Palavra D´Ele. É um exercício contínuo, diário. Isto é o Cristianismo. Isto é seguir a Cristo.



Este foi o primeiro dia. Benção pura naquela Igreja. Por aí já deu para os amados irmãos sentirem como será esta semana.

Já postei alguns vídeos no youtube e algumas fotos vou colocar aqui, na rede 93 FM, no meu orkut e onde mais puder divulgar.

Por enquanto deixo os seguintes endereços:

http://www.youtube.com/jaugustogrj

Procurar pela semana de oração Pr Emerson Pinheiro.

http://rede.radio93.com.br/profile/JoseAugustoGomes

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=7744669924895755916

para quem é meu amigo no Orkut... quem ainda não é peça p add...


Que Deus Abençoe a todos...

segunda-feira, 25 de maio de 2009

IV Norteando no Domingo da Ascenção do Senhor...

Salve amados,

Ontem, dia 24/05, o Vicariato Norte da Arquidiocese do Rio de Janeiro, promoveu uma quarta edição de um evento com a juventude, o IV Norteando. O evento que pretendeu ser um dia de evangelização, louvor e adoração, aconteceu na Praça Vanhargem na Tijuca, iniciando-se às 9:00 e terminando às 18:00, e reuniu cerca de mais de mil pessoas entre jovens de 5 a 100 anos.

Os jovens das diversas paróquias que compõem o vicariato montaram barraquinhas ao redor da praça onde disponibilizavam ao publico bebidas, comidas, brincadeiras como a foto maluca e pula-pula.

Teve apresentação de dança, a Santa Missa celebrada pelo Bispo Auxiliar Dom Wilson e pelo nosso Vigário Episcopal, Monsenhor Gustavo, Adoração ao Santíssimo conduzida pelo Padre Gleuson, e apresentação de grupos musicais como o ministério de música da igreja local. Encerrando o evento, apresentou-se a banda Canto Novo, já conhecida no mundo religioso ligado a Renovação Carismática, tendo a participação toda especial de Márcio Pacheco, ex-integrante da Banda Pastor, hoje bem atuante no mundo político sempre em Defesa da Vida e dos deficientes.

O evento realmente foi muito bom. Faltou, contudo, a EVANGELIZAÇÃO, que se resumiu no fato de o evento estar sendo difundido ao povo que passava pelo local por meio das caixas de som.

Particularmente acho que se perdeu uma boa oportunidade para que os jovens evangelizem. Poderiam ter ficado nos sinais de transito, para que quando estes fechassem, fossem distribuídos folhetos com uma Palavra bíblica, com a divulgação das paróquias, o local delas, os horários das missas, etc. Poderiam fazer a mesma coisa com os que passavam pela praça, com os que estavam nos bares e restaurantes que circundam o local, enfim com muita gente. Mas isto não foi visto. Faltou ATITUDE. Para os que passavam por ali naquele domingo era mais um evento qualquer.

Me pergunto o que falta. Falta coragem de assumir Cristo? Falta coragem em levar a palavra? E no jovem então que tem tanta vitalidade, tanta força, o que faltou para realmente evangelizar? Para mim o evento pecou nisto. Faltou Atitude. Alô Sr. Vigário Episcopal, Alô srs. Líderes de pastorais da juventude, srs. Párocos. Vamos sacudir nossos cristãos. Vamos sair às ruas sim, mas para levar a Palavra. Não esperando que alguém venha buscá-la, mas indo de encontro ao povo e evangelizar, falar do nosso Deus, um Deus libertador, que cura, que tira os vícios, que nos transforma. Um Deus que é amor.

Ontem, antes de ir ao evento do Vicariato, assistia a missa matinal na Paróquia N S Aparecida no Cachambi e tive a satisfação de vê-la presidida pelo nosso Bispo Dom Edson de Castro Homem. Ontem a igreja celebrava a Ascenção do Senhor e nosso bispo dizia em sua homilia que Jesus antes de subir aos céus nos deixava duas obrigações: uma a evangelização dos povos e outra, o batismo deles em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. E nos dizia com muita propriedade que nós católicos não somos muito evangelizados. Somos até batizados e catequizados, mas não evangelizados e que muitos têm a bíblia em casa para enfeite. (eu já havia inclusive falado sobre isso tudo anteriormente. Que bom que alguém no meio sacerdotal também vê assim).
E exortava os fiéis presentes a tomar como costume a leitura da Palavra. Não uma vez ou outra, mas de uma forma concreta, quiçá diária. E neste momento, citava com todo respeito os nossos irmãos evangélicos. Que via inclusive como sadio o crescimento das igrejas evangélicas pois seus fiéis diferem de nós no fato de tomarem a Palavra como centro da vida cristã. Dizia-nos Dom Edson que, embora muitos ainda incorressem em enganos interpretativos ou mesmo fundamentalistas, tomando o texto ao “pé da letra”, a atitude dos Pastores em difundir a Palavra e fazer com que seus fiéis fizessem a mesma coisa, é um exemplo que deveria ser seguido pela nossa Igreja.

Achei fantástica essa pregação de um sacerdote da minha igreja pois são poucos os que têm a coragem de vir ao púlpito e transmitir uma verdade dessa. Muitos se escondem atrás da batina e deixam inclusive acontecer enganos terríveis que maculam as Escrituras. Mas esta é a verdade; temos de ler mais a Bíblia. Temos de tomar isto como um costume, como centro de nossa fé, de nossa vida. Ler e pedir ao Espírito que nos esclareça e tirar as dúvidas com nossos sacerdotes, que melhor poderão nos dirimir o que não entendermos.

Durante a semana providenciarei fotos do evento para postar aqui.

Na paz de Cristo...

sábado, 23 de maio de 2009

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos...


Conforme já havia anunciado, na próxima segunda feira, os cristãos do Brasil inteiro estarão reunidos em partilha, vivenciando o desejo de Jesus Cristo para Sua Igreja: Que todos Sejam Um.

Católicos, Evangélicos, Presbiterianos e todos que tem a Santissima Trindade como centro de sua fé, vão se reunir em diversas igrejas espalhadas por todo o Brasil, em momento de oração, louvor e adoração a Deus.

No Meier, já é tradição os eventos que ocorrem na Igreja de N. S. Fátima - RTS, onde diversos pastores comparecem para pregar a Palavra e louvar junto com padres e fieis católicos e evangélicos. O Mestre de cermonias é o Pe. Antonio José, ligado à Renovação Carismática Católica e conhecido no meio evangélico pelo carisma que transmite aos fiéis de Cristo.

Segundo o sacerdote, na 2a feira, é esperado o Pr. Emerson Pinheiro, também lider do Ministério de musica da Igreja Batista Central da Barra da Tijuca; na 3a. feira, é a vez do Pr. Geraldo Alcantara, da Igreja Sara Nossa Terra e, na 5a. feira, do Pr. Sergio Franco, da Aliança Missionária de Discípulos/AMD Rio de Janeiro.

Ainda falta confirmar as datas de 4ª e 6ª feira, mas asim que me for passado, estarei divulgando aqui.

Fica aqui então o convite para que você, católicos ou evangélico, se una a nós em oração, nesta semana que iremos nos dedicar a pedir pela unidade dos cristãos do mundo inteiro. Venha partilhar conosco desse momento.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Ascenção do Senhor

Salve amados,

A nossa Igreja hoje se coloca em dia de solenidade. É a data em que celebramos a Ascenção de Jesus; a realização da promessa que nos fez ao dizer que voltaria ao Pai e nos prepararia a nova morada, onde habitaremos e eternamente louvaremos a Deus.

Se nossos corações já estavam alegres com a Sua ressurreição, neste dia temos nossa fé fortalecida com Sua ascenção, pois cumprindo as promessas, nos será enviado o Espírito Santo, que nos encherá de alegria e nos ensinará tudo o que nos foi revelado.

Com sua ida ao Pai, se completa a trajetória de Jesus na Terra. Chega Ele a Glória, aos céus, onde vai descansar de sua caminhada ao lado de Deus. È por meio desta Glória que Jesus se faz presente em nossas vidas, que Ele se apresenta a nós.

Se tivemos na Sua humanidade a esperança de uma vida eterna, com sua ascenção temos a certeza de que nós também fazemos jus a esta Vida Eterna. Mas para que ela nos seja garantida, é preciso que creiamos e nunca Dele nos afastemos. È como em sua parábola da videira: é preciso que sejamos galhos presos ao tronco, e que estejamos limpos e podados para darmos bons frutos. Caso contrário, o Agricultor virá e nos cortará para que não venhamos inclusive a prejudicar outros galhos de crescerem fortes e sadios.

Temos de estar permanentemente ligados a Jesus, termos intimidade com Ele, vivermos Ele e suas Palavras sem nos deixar desviar de Seus caminhos.

O mundo está aí mesmo para que você não consiga atingir a esta finalidade. Por isso é importante que vigiemos. Lembremos a palavra de nosso Papa Bento XVI quando dizia que era preciso que a Igreja fosse radical com os mandamentos de Cristo. É isto que devemos ter em mente: ser radicais. Buscar as coisas do Alto em primeiro lugar como afirmava o apóstolo Paulo, e só assim teremos a certeza de que nossa missão será cumprida.

Então amados, ainda que esta data, por autorização da Santa Sé, seja celebrada no próximo domingo, dia 24 de maio, sejamos radicais como nos diz Bento XVI que devemos ser. Comparecamos a nossas igrejas e ao menos, celebremos em comunhão particular com Deus a ascenção de Seu Filho. Que com a celebração de hoje nossos corações se encham da certeza da vida eterna e que, com a alegria que nos chega aos corações, possamos mais e mais anunciar que Jesus é nosso único Senhor, que possamos dar testemunho das maravilhas que Ele fez em nós.

Na paz de Cristo...

A Esperança nas promessas de Deus...

Salve amados,

A Palavra de hoje está assentada em João 16: 16-20.

16Ainda um pouco de tempo, e já me não vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver, porque vou para junto do Pai.
17Nisso alguns dos seus discípulos perguntavam uns aos outros: Que é isso que ele nos diz: Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver? E que significa também: Eu vou para o Pai?
18Diziam então: Que significa este pouco de tempo de que fala? Não sabemos o que ele quer dizer.
19Jesus notou que lho queriam perguntar e disse-lhes: Perguntais uns aos outros acerca do que eu disse: Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver.
20Em verdade, em verdade vos digo: haveis de lamentar e chorar, mas o mundo se há de alegrar. E haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza se há de transformar em alegria.

No evangelho de hoje, Jesus continua a preparar seus discípulos, a nos preparar para seu sacrifício. Quando Jesus nos anunciava o que iria acontecer, já dizia que não conseguiríamos entender seus ensinamentos até que Ele voltasse ao Pai e nos enviasse o Espírito Santo de Deus.

Hoje Ele nos anuncia que, com a vinda de Seu Espírito Santo, nossos corações voltariam a ficar cheios da alegria que se perdeu com a sua morte.

Jesus era o Cristo que se esperava naquela época. O enviado de Deus que viria salvar os homens, libertá-los da escravidão, e diante destas promessas, o povo se via cheio de esperança. Com sua morte, aqueles que o rodeavam e aguardavam atitudes suas de salvação, ficaram tristes, sem esperança e, muitos, inclusive, votaram a incredulidade.

E isto não é diferente no dia de hoje. Por vezes nos vemos em momentos de verdadeira dor, em tristeza, vivendo solidão, nos esquecendo de que o projeto de Deus para nós é justamente transformar nosso desespero em alegria. Alegria esta que o mundo não nos pode dar como Ele mesmo afirmara tempo atrás. Alegria esta contagiante, que levaremos aos nossos irmãos como testemunho das graças que recebemos de Deus em nossas vidas.

Portanto, tenhamos fé. Acreditemos nas promessas de Deus para nós e Alegremos nossos corações não com uma simples esperança, mas com a certeza de que Emmanuel não nos deixará faltar nada em nossas vidas.

Na Paz de Cristo e no amor de Maria...

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Um jeito diferente de recitar o Salmo 23...

Salve amados,

iniciamos mais esta semana e nos aproximando cada vez mais de duas grandes festas da Igreja: as celabrações da "Ascenção do Senhor" no dia 21, próximo domingo e de "Pentecostes" no domingo seguinte. Durante a semana falarei um pouco mais à respeito dessas duas datas.

Mas hoje trago ao conhecimento de vocês, o teor de um e-mail que recebi, muito lindo, à respeito do Salmo 23, que muitos gostam de recitar. Este e-mail nos traz uma visão do autor quanto a oração proferida por Davi. Vale a pena ler.

Jeito diferente de olhar para o Salmo 23.

O Senhor é o meu Pastor... Isto é relacionamento!

Nada me faltará... Isto é suprimento!

Caminhar me faz por verdes pastos... Isto é descanso!

Guia-me mansamente a águas tranqüilas... Isto é refrigério!

Refrigera minha alma... Isto é cura!

Guia-me pelas veredas da justiça... Isto é direção!

Por amor de seu nome... Isto é propósito!

Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte... Isto é provação!

Eu não temeria mal algum... Isto é proteção!

Porque tu estás comigo... Isto é fidelidade!

A tua vara e o teu cajado me consolam... Isto é esperança!

Unge a minha cabeça com óleo... Isto é consagração!

E o meu cálice transborda... Isto é abundância!

Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirãotodos os dias da minha vida... Isto é benção!

E eu habitarei na casa do Senhor... Isto é segurança!

Por longos dias... Isto é eternidade!

Isto com certeza é uma brilhante exegese do Salmo 23.

Na Paz de Cristo e no amor de Maria...

domingo, 17 de maio de 2009

Tudo passa pela Cruz....

Salve amados,

A meditação de hoje vou tirar da liturgia proposta para a data de ontem sábado, que foi extraída do Evangelho de João 15: 18-21.

18 Se o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós.
19 Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia.
20 Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa.
21 Mas vos farão tudo isso por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.

Neste trecho do evangelho de João, vemos Jesus nos alertando do que acontece quando seguimos seus mandamentos. E por isso vemos que seguir a Palavra de Deus não será fácil. Ser Cristão, não é fácil...

Lembro-me da passagem em que a mãe de um dos discípulos pedia a Jesus que lhes desse assento próximo a Ele, ao que Jesus respondia que o sofrimento que iria passar na Cruz era o que Ele tinha a oferecer, pois os "lugares" dos seus seguidores já haviam sido demarcados por Deus, seu Pai.

Pois é isto. O povo judeu não reconhecia Jesus como o enviado por Deus e por isso o massacraram, perseguiam-no de todas as maneiras, tentantando colocá-lo na parede para que abdicasse de suas palavras, de suas pretensões... mas Jesus nunca fez isto... ao contrário, pregava com mais rigor o que seu Pai havia lhe dito. Jesus era a Palavra viva, era o testemunho vivo de Deus, era o próprio Deus...

E nós? nós somos seguidores de Jesus... conhecemos sua Palavra e como cristãos, temos de levá-la aos quatro cantos do universo, proclamando sempre: Jesus é o Senhor. E Ele já nos avisa: seremos perseguidos por isso como ele foi. Do mundo que ainda não conhece a Jesus, muitos irão nos massacrar, nos perseguir, vão querer nos pregar numa cruz, o que inclusive aconteceu a muitos cristãos... mas como seguidores de Cristo devemos sempre levar Palavra. Nunca recuar. Devemos sofrer o que Jesus sofreu, pois só assim seremos verdadeiramente chamados filhos de Deus.

O verdadeiro Cristão já não é mais do mundo. ELe abandona o mundo e se converte. Se trasnforma em uma outra pessoa. Uma nova vida. Os antigos modos já não existem, os vícios já não existem, os desvios já não existem... Quando falamos em uma nova vida, é uma nova vida mesmo, pois até muitos de nossos amigos e até mesmo familiares, irão nos abandonar, pois já não servimos mais aos propósitos do mundo. Pois já não estaremos prontos para o que der e vier, mas sim para quem vier e quizer escutar a Palavra. Esse é nosso estigma... é nossa Cruz...

"Tudo passa pela Cruz..." é um trecho da letra de uma musica feita pela amiga Olivia Ferreira da Banda Bom Pastor. ELa traduz um pouco da verdade em que se é ser de Cristo. Quem conseguir encontrar atente para a letra da musica.

Eu tive o privilégio de poder escutá-la uma vez e fiz um vídeo... encontra-se em http://www.youtube.com/jaugustogrj.

Então fica aqui meu pensamento para hoje... que a minha vida, a sua vida, passe pela Cruz... que nossa missão seja cumprida custe o que custar.... que o mundo conheça a Jesus, poi Ele é o Senhor.

Na paz de Cristo e no amor de Maria....

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Gravação do DVD do Regis Danese

Salve amados...

Conforme prometi, volto agora para avisar que já se encontram no ar os vídeos que fiz no Show do cantor Regis Danese, aquele do “Como Zaqueu...”. Este evento foi o da gravação do DVD, onde pudemos ser abençoados com as graças que se fizeram presentes no Via Show.

Agora, através destes videos e enquanto não nos chega o DVD, espero que vocês sejam também abençoados, como fui.

Acessem http://www.youtube.com/jaugustogrj

Espero que gostem. Assistam aos vídeos e façam seus comentários.

Na paz de Cristo...

Uma verdadeira AMIZADE...

Salve amados, paz e bênçãos....

O Evangelho proposto para hoje é uma continuação do que vimos ontem e também está em João, mas nos versículos 12-17.

Nestes versículos encontramos ênfase no fato de Jesus nos chamar, através de seus discípulos, de “AMIGOS”. Embora venhamos a pronunciar esta palavra em diversas ocasiões de nossas vidas, quando nos referimos a alguém que nos é próximo, acho que na realidade não nos apercebemos da importância que encontramos nesta palavra.

Esta é mais uma denominação pela qual Cristo vem nos conhecer. Outrora tendo nos colocado como Seus “irmãos”, por também sermos filhos de Deus, agora nos chama de “AMIGOS”, levando-nos a uma reflexão do que representa esta Palavra.

Em Provérbios 18, 24, encontramos uma sabedoria que muitos gostam de repetir: “Há amigos mais chegados que irmãos”. Isto após nos transmitir que “um homem cercado de muitos amigos tem neles sua desgraça...”

Durante nossa caminhada neste mundo, diversas são as pessoas que passam pelas nossas vidas. Desde nossa infância somos levados a viver em comunidade, pois que provado que viver sozinho é impossível. E aí vemos passar aquele “mundarel” de gente: na escola em que estudamos, na rua e no prédio em que moramos e, agora, com o avanço tecnológico, há pessoas que nunca conhecemos pessoalmente, mas mantemos contatos através da internet e muitas das vezes, principalmente os adolecentes, nos apegamos por causa de uma boa conversa.

Chamar alguém de amigo deve dizer muito a respeito da pessoa. Amigo é aquele que está ao seu lado em todas as horas, não necessariamente presente fisicamente, mas que possa te escutar, te amparar, enxugar tuas lágrimas, coisas que somente uma pessoa muito próxima a nós possa fazer. Querem traçar um paralelo? Mãe. Quer melhor exemplo de “amigo” que não mãe? Jesus não diz que não há prova maior de amor que dar a vida pelo irmão? Pois é. Qual mãe não dá a vida por seu filho? Qual mãe não sabe ser complacente com as falhas que cometemos? Qual mãe não nos escuta e tenta acalentar-nos no sofrimento? E mais: qual mãe não dá uma boa bronca em seu filho quando este quer fazer algo que sabe que não vai dar bom resultado?

Isto é “AMIGO”. Este é o exemplo de “AMIGO” pelo qual Jesus nos chama. È isto que Deus quer de nós quando nos manda amarmos uns aos outros. Uma amizade verdadeira faz a vida valer a pena. Nos faz mais feliz a cada dia. È tão bom sabermos que temos um amigo aonde vamos, por onde andamos.

Quando o Livro da Sabedoria nos diz que há amigos mais chegados que irmãos, é porque, ainda que irmão, sangue do mesmo sangue, é quase certo que não dê a vida por você. Lembremos dos primeiros irmãos que a Bíblia nos leva a conhecer: Abel e Caim. Quantos “Abel” e “Caim” conhecemos? Quantos irmãos vemos disputando brinquedos, disputando o amor dos pais? Disputando relacionamentos, heranças, e tantas outras coisas? Irmãos que se matam, que brigam, que não se entendem desde pequenos...

Por isso é tão importante que estejamos sempre em oração. A vida do Cristão deve ser sempre pautada nisto: Oração. Orar pelos conflitos familiares, pelos nossos amigos, para que Cristo nos revele nossas verdadeiras amizades, que os proteja sempre para que possam estar ao nosso lado e que também possamos estar sempre dispostos a dar a vida por eles.

Pensemos nisto.

A Paz de Cristo a todos meus AMIGOS....

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Alegria de Deus: ALEGRIA extasiante...

Salve amados,

A Leitura do Evangelho proposto de hoje: João: 15,9-17
9. Como o Pai me ama, assim também eu vos amo. Perseverai no meu amor.
10. Se guardardes os meus mandamentos, sereis constantes no meu amor, como também eu guardei os mandamentos de meu Pai e persisto no seu amor.
11. Disse-vos essas coisas para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa. 12. Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo.
13. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos.
14. Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando.
15. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai.
16. Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. Eu assim vos constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda.
17. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros.


O texto é segmento da Palavra de ontem, quando vimos que Jesus se apresentava a nós como a videira cujos ramos, para darem bons frutos, devem estar sempre limpos, forte e intimamente ligados ao tronco.

Hoje, Cristo, chamando-nos de amigos, vem nos falar do seu mandamento: Amai-vos uns aos outros, como Ele nos ama. E diz mais: que não há prova de amor maior, que dar a sua própria vida pelos amigos, como Ele fez por nós. Isso me recorda um louvor antigo da igreja:


“Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão!
Eis que eu vos dou um novo Mandamento:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado"
Vós sereis os meus amigos se seguirdes meu preceito:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado"
Permanecei em meu amor e segui meu Mandamento:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado"
E chegando a minha Páscoa, vos amei até o fim:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado"
Nisto todos saberão que vós sois os meus discípulos:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado"


Este é o mandamento que Jesus recebeu do Pai e veio transmitir-nos e, portanto, como toda a Palavra, devemos obedecer a este mandamento, guardá-lo e também transmiti-lo, como nos chegou. O Amor que Vem de Deus é o que nos dá a verdadeira Alegria, como prometido.

E que Alegria é esta? È uma alegria que, assim como a paz de Deus, não vem do mundo; nem o mundo a conhece nem é capaz de nos transmiti-la.

A alegria do mundo é passageira e somente nos serve a ter uma sensação de prazer. Um prazer momentâneo que vai passar tão logo a situação que nos deixa aparentemente felizes termina. A bebida, por exemplo, o cigarro, as festas, até altas horas, nada é suficientemente capaz de nos deixar realmente feliz. O mundo não nos dá uma satisfação plena, e, por isso, muitos precisam buscar em outros lugares algo que julgam faltar. E quando digo outros lugares, incluo aí, também aqueles “falsos profetas”, como seitas ou artesões de práticas cabalísticas que se utilizam inclusive de “evangelhos” para tentar nos ludibriar na fé. O nosso Jesus é Aquele da Bíblia, é aquele que, gerado pelo poder do Espírito Santo, está agora sentado à direita de Deus, cuidando de nós, seus amigos, seus irmãos. Ele não faz simpatia, não faz adivinhação e nem nos aparece como espírito encarnado. Muita atenção sobre isto. Orai e Vigiai, irmão, pois o que o mundo nos oferece, uma hora ou outra nos farão mal a saúde, física ou psíquica.

A Alegria de Cristo é extasiante. Ela nos deixa tão completos que, mesmo que não tenhamos nada neste mundo, estaremos nos sentido “cheios” do Amor de Deus; tão cheios que queremos dividir essa sensação com outros irmãos.

Assim, a palavra de ordem para todos os dias de nossas vidas é: ALEGRIA. Peçamos diariamente ao Espírito Santo, a Alegria de Deus em nossas vidas.

Na PAZ e ALEGRIA de Cristo.... e no Amor de Maria...


c

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Bons frutos vêm de uma Boa árvore...

Amados, paz e bençãos,

O evangelho proposto para hoje está centrado em João,15,1-8

1. “Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor.
2. Todo ramo que não dá fruto em mim, ele corta; e todo ramo que dá fruto, ele limpa, para que dê mais fruto ainda.
3. Vós já estais limpos por causa da palavra que vos falei.
4. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto se não permanecerdes em mim.
5. Eu sou a videira e vós, os ramos. Aquele que permanece em mim, como eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim, nada podeis fazer.
6. Quem não permanecer em mim será lançado fora, como um ramo, e secará. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.
7. Se permanecerdes em mim, e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será dado.
8. Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos.


Hoje Cristo se apresenta a nós como a videira, a árvore de onde nascem as uvas, fruto que nos dá o vinho, que representa o sangue de Cristo. Mas quando Ele nos diz que é a videira, nos coloca como ramos Seus, seus seguimentos, parte integrante de seu Corpo, sua Igreja.

Jesus também nos diz que Deus Pai é o agricultor, aquele que vai cultivar e proteger a videira, de forma a mantê-la sempre produzindo bons frutos. Para isso, podará a planta, retirando dela todo ramo ruim, seco, brocado, incapaz de frutificar. E aqueles que saírem bons frutos, serão sempre limpos e fortificados cada vez mais.

A vida do Cristão deve ser assim: em Cristo, o tempo todo e a todo momento. Já dizia Jesus: “orai e vigiai...” e por experiência própria, pois já tive a oportunidade de ter um exemplar de uma videira em uma casa que morei, um dos maiores problemas das videiras é a ausência de luz e os insetos que lhe machucam as folhas, o tronco e o caule.

Quando estamos afastado de Cristo, não damos importância a sua Palavra, estamos longe da "Luz do Mundo", o que nos impede de ver adiante, de enxergar o "bom caminho". Os “insetos” podem ser tomados em nossas vidas como os pecados. Por isso é importante que estejamos sempre alertas para com nossos atos, buscando evitar cometer erros contra irmãos. Para que o ramo possa frutificar, dar bons frutos, é sempre preciso que ele permaneça ligado ao tronco, à árvore. Ramos ruins não dão frutos, ou ainda, frutos bons e saudáveis, por vezes prejudicando outros ramos de frutificarem, desviando a força da videira. Por isso precisam ser podados, cortados e “lançados ao fogo”.

Assim, aquele que estiver com Cristo, seguir seus mandamentos e guardá-los e, ainda, transmiti-los, sempre receberá as graças de Deus, sendo abençoado em abundância. Precisamos ouvir sempre a Palavra de Deus, escutar seu chamado e ser obediente a Ele. O Cristão precisa cada vez mais dessa intimidade, dessa “ligação” com Cristo para que estejamos sempre forte para a Caminhada. Que nosso ministério, nossos serviços sejam sempre frutificantes.

Na Paz de Cristo e no amor de Maria

Regis Danese - gravação do DVD

Amados,

Ontem tive o privilégio de ir a gravação do DVD do Regis Danese, aquele do “Como Zaqueu, eu quero subir....”.

O evento foi na Casa de Espetáculos Via Show, em São João de Meriti e o “mineirim” Regis recebeu convidados como o cantor missionário Irmão Lázaro, Davi Sacer, do Ministério Trazendo a Arca e do Pastor André Valadão do Ministério Diante do Trono. Regis ainda emocionou em outros 3 momentos: em que cantou musicas com seu filho, com sua esposa e com toda sua família. Nosso irmão deu testemunhos maravilhosos e ressaltou que o que precisamos não é inferir aos irmãos a Palavra e sim, darmos testemunhos de Cristo em nossas vidas, da transformação que Ele opera em nós diariamente. É assim que certamente conseguiremos mais e mais corações para Jesus. Assim como ele se converteu pelo testemunho de um companheiro da antiga banda que era parte, Regis também serviu de testemunho vivo de Jesus e converteu sua família, ganhando-a para Cristo.
Todo o evento foi uma verdadeira benção e como o próprio Regis Danese disse em sua ministração no final, não foi um show e sim um culto, onde Deus estava presente e muitos corações foram restaurados e convertidos.

Fica aqui meus queridos, minha impressão sobre o evento. As fotos e os filmes que fiz brevemente estarão no orkut e no youtube. Mas eu aviso aqui.

Como não podia deixar de acontecer, uma gafezinha para não passar em branco: ao parar o carro no estacionamento e avistar um casal no carro ao lado com duas crianças com a idade aparente de uns 5 ou 6 anos, comentei com a moça que as conduzia à respeito de os ingressos não mencionarem a possibilidade de levar crianças abaixo de 14 anos, que era a idade indicada da censura. Foi quando minha esposa olhou e comentou conhecer a moça de algum lugar e depois vimos quem era o casal: Davi Sacer e sua esposa e filhos. Ainda deu tempo de pelo menos saudar o irmão Sacer. Menos mal.

Sacer, se um dia vier a ler este post, saiba que admiramos seu trabalho e também do grupo Trazendo a Arca. Que Deus abençoe você, sua família e seu ministério, tornando mais frutífero a cada dia.

Na Paz de Cristo...

13 de Maio - Salve Nossa Senhora de Fátima


Salve Amados...

Hoje a nossa Igreja comemora o dia de Nossa Senhora de Fátima. Neste dia é lembrada a primeira de suas aparições à três crianças pastorinhas que estavam nos arredores de Cova da Iría, uma aldeia da freguesia de Fátima, em Portugual.

As aparições se deram no ano de 1917, tempo da 1ª Guerra Mundial em que os conflitos estavam
mobilizando tropas portuguesas para guerrear na Europa. Nossa Senhora pedia em suas aparições que o povo se colocasse mais em oração para que as guerras fossem evitadas e apresentou às crianças um modo de colocar em prática seu pedido: o rosário.

A história do rosário e de uma forma singela pode ser traduzida na opção de oração que foi posta ao povo em uma época em que a educação, o conhecimento das letras e da escrita era privilégio de poucos, como os monges. Enquanto eles oravam diariamente os 150 Salmos, ao povo foi ensinado o Pai-Nosso, o que eles rezavam 150 vezes. É uma história no mínimo curiosa e vale a pena ser lida em http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_Rosário e http://www.acidigital.com/rosario/, até para se ter o conhecimento do porque agora rezamos 150 aves-marias.

Conforme divulgado no site da Radio Catedral (http://www.radiocatedral.org/) as homenagens à Nossa Senhora ocorrerão hoje em diversas paróquias da nossa Arquidiocese do Rio de Janeiro:

Centro
Santuário Nossa Senhora de Fátima
Rua Riachuelo, 367, Centro.
Missas às: 6h, 7h, 8h, 9h, 10h, 17h e 18h30m.

Ao meio dia missa solene das aparições.

15h – consagração das crianças

16h – Benção dos enfermos

20h – Procissão Luminosa

Méier
Paróquia Nossa Senhora de Fátima Rainha de Todos os Santos
Rua Adriano, 158, Méier.

7h - meditação dos Mistérios Gozosos do Terço em seguida celebração da Santa Missa.

9h - meditação dos Mistérios Luminosos do Terço.

9h30m- Sana Missa seguida de Benção da Saúde com o Santíssimo Sacramento.

15h - meditação dos Mistérios Dolorosos do Terço.

15h30m - Santa Missa.

18h - meditação dos Mistérios Gloriosos do Terço.

18h30m -Missa Solene.

19h30m - Procissão Luminosa com a imagem de Nossa Senhora de Fátima.

Furnas
Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Estrada de Maracaí, 305.

6h- Alvorada, Ângelus, Laudes, meditação dos Mistérios Gozosos e recitação do Terço.

9h- meditação dos Mistérios Luminosos e recitação do Terço

12h- Oração do Ângelus e meditação dos Mistérios Dolorosos com recitação do Terço.

15h- Terço da misericórdia.

18h- oração do Ângelus, Vésperas, meditação dos Mistérios Gloriosos e recitação do Terço.

19h- Procissão Luminosa com imagem de Nossa Senhora de Fátima pelas ruas do bairro.

20h- Missa Solene presidida por Dom Edson de Castro Homem, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Marechal Hermes
Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Rua Mambarés, 68, Marechal Hermes

6h - Alvorada de fogos

7h – Missa com ofício de Nosso Senhor

10h – Missa com Benção dos enfermos

12h – almoço festivo

16h - Terço de Nossa Senhora de Fátima

18h - Procissão Após a procissão missa solene com coroação.

Paciência
Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Estrada dos Vieiras, 90, Paciência.

6h- Alvorada festiva

15h- Procissão

17h – celebração da Santa Missa.

19h – festa com brincadeiras e shows de bandas católicas.

Campo Grande
Paróquia do Bom Pastor e Nossa Senhora de Fátima
Rua Vitor Alves, 404, Campo Grande

19h30m missa solene.

terça-feira, 12 de maio de 2009

A Paz de Cristo....

Salve amados,

Evangelho proposto para hoje, 12/05/09

João 14,27-31

27. Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não é à maneira do mundo que eu a dou. Não se perturbe, nem se atemorize o vosso coração.
28. Ouvistes o que eu vos disse: ‘Eu vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu.
29. Disse-vos isso agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais.
30. Já não falarei mais convosco, pois vem o chefe deste mundo. Ele não pode nada contra mim.
31. Mas é preciso que o mundo saiba que eu amo o Pai e faço como o Pai mandou. Levantai-vos! Vamo-nos daqui!”


Ontem Jesus nos anunciava após se cumprir o retorno ao Pai, a vinda do Espírito Santo. Hoje, Jesus nos promete, quando se for, deixar em nós, a sua paz . Mas que paz é essa? E Ele nos diz que não é a paz que conhecemos, mas uma muito mais profunda que possa existir.

Essa Paz que Cristo nos deixa é a verdadeira presença do Espírito Santo em nossos corações. Não devemos confundir essa paz com uma simples sensação de alegria, de tranqüilidade, de serenidade em nossas vidas, mas de algo muito maior, que nos torne extasiados pelo Seu amor, que será permanente em nossas vidas, de forma tal que nenhuma atitude tomada pelos nossos inimigos será suficientemente capaz de nos transformar, nos atemorizar, nos deixar perturbados. Paulo nos diz em Filipenses 4, que tudo o que nos preocupa, devemos entregar a Deus, provedor de nossas necessidades, pois Sua Paz haverá de nos tranqüilizar.

Mas para que esta Paz se instale em nossos corações, é preciso que creiamos na Palavra. Que acreditemos Naquele que, enviado pelo Pai, reforçou em nós a aliança feita por Deus: a nossa salvação e a vida eterna.

Jesus é Deus, e o Espírito Santo é Deus. Eles se interligam pelo Amor Supremo, o mesmo amor que nos é enviado aos nossos corações. É este Amor que somos chamados a divulgar aos povos. Levantemo-nos... vamos ao mundo!

Na verdadeira PAZ de Cristo...

Para que todos sejam um....


Salve amados e amadas,

Hoje trago em primeiro lugar uma notícia de muita importância para nós cristãos.

Antecedendo a festa de Pentecostes, quando lembramos o envio do Espírito Santo sobre os Apóstolos reunidos, homens e mulheres cristãs de todo o Brasil se unem em serviço, oração e adoração, tudo visando a realização da vontade de Deus, revelada ao Profeta Ezequiel e mais tarde, aliançada pelo próprio Jesus: "Que todos sejam Um".

É a Semana Ecumênica de Oração, que acontece de 24 a 31 de maio, agora e reune em diversas Igrejas, Cristãos do Brasil afora, católicos e evangélicos, em momentos de louvor e adoração a Deus, realizando Sua vontade em ver-nos todos reconcilados, guiados por Tua mão.

No Meier, a Semana Ecumenica tem lugar na Paróquia N S Fátima - RTS, que fica localizada na Rua Adriano, 158 e inicia no dia 25 de maio – Segunda-feira, às 19h30min – quando se reunirão católicos e evangélicos, juntos, vivendo no amor de Cristo Jesus, até sexta-feira.

Detalhe: esta é uma semana já tradicional para os cristãos que se reunem nesta Igreja.

Faço pois, este convite a todos: vamos aderir a este chamado e nos colocar nesta semana em oração, em verdadeira alegria e gratidão ao amor de Deus, certos de que estamos caminhando para ficarmos eternamente unidos em Suas mãos.

Na Paz de Cristo.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

20º Vem e Segue-me...


O Vicariato Suburbano convida a todos a participar do 20º Vem e Segue-me.

Será no dia 17 de maio, a partir das 8 horas.

Este ano o evento traz o tema "Jovem, tens de tudo mas falta-lhe o melhor: Jesus" e será realizado no Colégio Salesiano de Rocha Miranda, localizado na rua dos Topázios, nº 375.

Vá e convide um amigo que ainda não conheça a Cristo.

Rumo a Pentecostes

Salve amados,

Iniciamos mais uma semana, rumo a Pentecostes, a vinda do Espírito Santo.

Ontem foi o dia das mães. E como não podia deixar de ter sido, foi um dia de emoções. A liturgia dominical que nos lembrava do amor de Deus, também nos levava a traçar o paralelo com o amor de Mãe, sendo também elas a expressão do amor na Terra, o anjo enviado por Deus que viria a anteceder nossa chegada no mundo, para nos alimentar, aquecer, proteger, encaminhar em uma vida cristã, enfim, nos amar e proteger no plano terreno tal qual Ele faz conosco no espiritual.

Na liturgia proposta para hoje – João, 14, 21-26 – Jesus que, em todos os momentos da semana passada afirmava ser a expressão de Deus na terra, entre os homens, hoje nos apresenta a terceira figura da santíssima trindade e já nos prepara para receber o Espírito Santo.

21. Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.
22. Judas ( não o Iscariotes ) perguntou-lhe: “Senhor, como se explica que tu te manifestarás a nós e não ao mundo?”
23. Jesus respondeu-lhe: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada.
24. Quem não me ama, não guarda as minhas palavras. E a palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que me enviou.
25. Eu vos tenho dito estas coisas enquanto estou convosco.
26. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.

Como sempre Jesus nos diz que aquele que observa, que guarda, que obedece aos seus ensinamentos é quem o verdadeiramente o ama e, por isso, é amado por Deus, nosso Pai e Eles farão neste a Sua morada. Quem ama a Jesus e segue seus mandamentos, é o “templo” de Cristo, se torna um pedacinho da Sua Igreja, da Igreja desejada por Ele. E por sermos templos é que devemos cuidar de nossos corpos, da matéria que abriga Cristo, a qual consagramos integralmente a Ele.

Mas o ponto que analiso hoje é o Jesus nos revela que quando Ele for, nos será enviado um defensor, um advogado, o qual nos ensinará e fará recordar tudo o que foi dito por Jesus para que nós, que temos esta obrigação, possamos levar adiante, a todos os povos, Sua Palavra.

Este defensor é o Espírito Santo, a terceira figura da Santíssima Trindade, em que se baseia nossa fé: “Creio em um só Deus, Todo Poderoso.... e em Seu filho, Jesus Cristo, nosso Senhor.... concebido pelo Poder do Espírito Santo...”.

É Ele quem nos ensinará tudo o que Cristo primeiramente ensinou aos discípulos. Jesus quando prega ao seu rebanho, o faz por meio de parábolas, de uma linguagem totalmente própria onde nos vai revelando seu mistério e nossa salvação e, por isso, muitas das vezes não é entendido. Mas isto é normal afinal, se o conseguíssemos entender, Ele não seria Deus. Mas Ele nos diz que quem vai nos ensinar tudo o que Ele nos disse é o Espírito Santo. É a Luz Divina de Deus que nos será enviada e nos iluminará os caminhos e, aí recordaremos tudo o nos foi revelado e passaremos a ter a compreensão da Palavra para podermos difundi-la aos Povos.

Isto aconteceu primeiramente com os 11 em Pentecostes e, agora acontece conosco. Enquanto Jesus foi preparar-nos a morada, nosso Pai nos envia Seu Espírito Santo, nos revelando, nos ensinando a Palavra de Seu Filho que nos foi deixada na Bíblia. Daí a importância e a necessidade de antes de abrimos nossas Bíblias, nos colocarmos em oração, pedindo ao Espírito Santo que nos abra o entendimento da alma e do coração, para que possamos entender o que nos é revelado. Ler com os olhos da alma é como iremos recordar tudo o que nos foi ensinado sobre o respeito, a dignidade, o humanismo, e tantas outras coisas que podem ser traduzidas no amor a Deus e ao próximo.

Na Paz de Cristo e no amor de Maria.

domingo, 10 de maio de 2009

Mãe. Uma palavra de amor.

Salve amados, a paz de Cristo Jesus....

Hoje é domingo, o segundo do mês de maio, quando se comemora secularmente o dia das mães. E por isso, mas com uma visão cristã, vou utilizar esse espaço para homenagear a minha mamãe.

Acho que poucos tem a felicidade de ainda poder ter a mãe viva. Eu, com 45 anos, ainda tenho minha mamãe que hoje tem 85. E como agradeço a Deus por esse presente, poder ainda contar com minha mãe ao meu lado, me dando força a caminhar, me protegendo, me carinhando, tal como sempre o foi. Esse foi meu presente de Deus. Me deu uma Maria tal como sua mãe.

Minha mãe sempre foi uma mulher temente a Deus e apaixonada por Ele. Nascida no interior de Minas Gerais, no seio de uma familia pobre, perdeu o pai, meu avô, ainda muito pequena e, por ser a mais velha de 6 irmãos, teve a responsabilidade de cuidar deles, acompanhando sua mãe quando sairam de Minas par ao Rio em busca de esperança de dias melhores. E disto não se tem notícia de ter reclamado. Sempre fiel a Deus, tinha a certeza de que aqui a vida de todos seria mais tranquila. Pouco depois, mais adulta um pouco e perto de assumir a maioridade, perdeu minha avó, e teve que cuidar dos irmãos sozinha. Mas não abdicou disto e nunca descansou. Sempre foi lutadora. Aos 4o anos, depois de cuidar de todos os seus irmãos, deixando-os casados e com moradia, e sem ainda ter conhecido ninguém, me pegou aos 8 meses de idade para criar. É, quando ela poderia ter ido viver seus dias de paz e tranquilidade, ainda encontra disposição para cuidar de mais um. Uma virgem mãe. Uma Maria virgem, imaculada que assim permanece até os dias de hoje. Que mulher, que mãe.

Nada do que eu venha a falar, nada do que eu venha a fazer, nada do que venha a lhe dar, será suficiente para retribuir o carinho e o amor dessa mulher, dessa minha Maria. Dessa Maria que perdeu noites de sono comigo, seja por causa de alguma doença ou por causa dos meus devaneios da juventude. É, como dei trabalho a minha Maria. Mas ela também nunca saiu de perto de mim.

Isso nos serve a meditar o que é ser Mãe: É Maria. As alegrias, as dores, os sofrimentos... todos os sentimentos são próprios das Marias. Ser mãe é ser Maria.

Meus queridos, o dia das mães não é hoje. É todo o dia. É uma constante. É uma presença. Por isso, comemore o dia de hoje sim, mas nos outros 364 dias, não deixe de abraçar sua mãe, não deixe de lhe dar um presente com suas atitudes, não deixe de lhe dizer: "te amo", não deixe o seu dia passar em branco. Faça a sua Maria sempre feliz. Como foi a mãe de Cristo.
Deixo para todas as mães do mundo um lindo poema de autoria de Célia Reis: Ser Mae
Ser mãe não é apenas carregar no ventre,por alguns meses, um óvulo fecundado!
Ser mãe não é somente passar pela dor cruciante de trazer um filho ao mundo !
Ser mãe não é simplesmente dar o alimento, e vertir, e cuidar do físico e dos estudos!
Ser mãe não é embonecar uma criança fazendo dela um enfeite, um "bibelô"!
Ser mãe é muito mais do que isso!
Ser mãe é dividir o que tem, sempre colocando o filho em primeiro lugar.
Ser mãe é amar, e amar, e amar, mesmo se receber apenas ingratidão em troca.
Ser mãe é passar noites e noites em claro, não somente quando o filho adoece, mas principalmente quando ele tem problemas e é necessário dobrar joelhos em oração.
Ser mãe é depender da graça.
Dia após dia, hora após hora,minuto após minuto, na dependência total do Deus maravilhoso que não falta nunca e protege e ampara e abençoa.
Ser mãe é consturir alguém que será no futuro, bom ou mau,dependendo do exemplo recebido.
Ser mãe é conviver com o filho, é ser solidária, é ser defensora,é ser sempre a fã número um.
Ser mãe é se sentir abençoada por ter recebido do Senhor o privilégio de tomar conta de um pequenino ser.
Ser mãe é ver o seu amor imperfeito comparado ao perfeito amor do grande Deus.
Ser mãe é ter a suprema coragem de dar a sua vida em troca da do filho.
Ser mãe é envelhecer sorrindo, mesmo na solidão do ninho que ficou vazio, e, o que faltou, o
Pai completará pois dele vem a promessa:> "Não temas!", que a Bíblia Sagrada registrou.
Ser mãe é ser feliz somente por ser mãe!
Um bom domingo a todas as mães do mundo....

Na paz de Cristo e no amor de Maria...

sábado, 9 de maio de 2009

IV NORTEANDO...



A Pastoral da Juventude do Vicariato Norte comunica a realização do IV Norteando.


Com o tema “Vede Cristo crucificado. É Ele quem dá a vida a todos” (At 17,25), este é um evento de evangelização, que tem como fim a integração dos jovens de todas as paróquias que integram o Vicariato Norte.


O evento será realizado no dia 24 de maio, a partir das 9:00 hs da manhã, na Pr. Varnhagem, Tijuca e contará com as presenças confirmadas de Pe. Gleuson, Pe. Gustavo, Márcio Pacheco, Banda Canto Novo, Torre de Davi e Ministério Adorar-te.


Leve um quilo de alimento não perecível!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Evangelizar é preciso....

Salve amados, paz e bênçãos,

Como todos sabem, nós católicos, ainda estamos no tempo pascal. Este tempo não só litúrgico mas de plena vivência na Palavra, que vai do domingo de Páscoa até a celebração de Pentecostes, após 50 dias.

Mas qual o sentido da páscoa? Páscoa tem um sentido de família, de paz, de esperança, mas também, especialmente, de ressurreição, de renascimento, de conversão. Não que somente nesta época é que devemos nos converter ou procurar a conversão de alguém, mas esta época nos serve para firmar nossa obrigação para com Deus. Somos chamados a refletir em toda nossa fé, no seu sentido e nos seus mistérios. Por isso a Igreja nos impõe a confissão, ao jejum, à oração, a reconciliação.... ao menos nesta época, nos voltarmos para Deus e procurarmos N´Ele permanecer, unindo-nos eternamente. E como conseqüência desta união, somos chamados a evangelizar.

Difundir a boa nova, a Palavra de Deus a todos, é uma obrigação do Cristão. Paulo já temia pela sua sorte se não evangelizasse (1 Coríntios 9:16).

Evangelizar deve ser visto com prioridade por nós cristãos, sejamos católicos ou evangélicos, não devemos nos deixar apenas para nossos pastores essa árdua tarefa. Como diz a Palavra de hoje, somos chamados a ser “igreja”, então é importante que realmente façamo-nos pertencer a ela. Evangelizar, antes de tudo, não é simplesmente falar da Palavra ao outro, mas mostrar o que a Palavra fez em você. È mostrar ao seu irmão o agir de Deus em sua vida. Isto é o principal. Sem isso, não existe a evangelização. Se sente incapacitado? Lembre-se que Deus capacita os escolhidos.

A preocupação com a evangelização tem sido uma constante na nossa Igreja. No dia 03 de maio agora, o Papa, na solenidade em que ordenou 19 novos sacerdotes, alertava que o “mundo” estava a contaminar a própria igreja, tendo recomendado a eles, então, uma vida em oração, de vigilância e purificação, para fins de melhor desempenhar suas atividades eclesiais. (disponível em http://blog.bibliacatolica.com.br/2009/05/04/papa-ordena-19-sacerdotes-e-adverte-%c2%abmundo%c2%bb-contamina-a-igreja/)

As declarações do Papa chegam logo após a manifestação do Cardeal brasileiro Dom Hummes, atual Prefeito da Congregação para o Clero, no Vaticano, em carta publicada no mês de abril passado pelo L’Osservatore Romano, escrita em ocasião da Jornada Mundial pela Santificação dos sacerdotes, que se celebra em 30 de maio, Solenidade do Sagrado Coração do Jesus, onde orienta aos presbíteros, uma radicalidade nas suas formas de agir e pensar e a entrega à oração em resposta ao secularismo. Para o Cardeal que anteriormente já declarava que a Igreja não podia ficar inerte e limitar-se a acolher e evangelizar aqueles que a buscavam, em suas igrejas e comunidades, sendo necessário ir aonde as pessoas e as famílias residiam, viviam e trabalhavam, em sua nova mensagem afirma que esta “missão, então, deve ser nutrida pela oração”. (disponível em http://blog.bibliacatolica.com.br/2008/04/20/sacerdotes-devem-entregar-se-a-oracao-e-viver-com-radicalidade-diz-autoridade-do-vaticano/)

Assim, meus queridos irmãos, devemos nos revestir da túnica do Senhor, calçar suas sandálias e ir ao mundo, pregar o evangelho, anunciar a boa nova. È nossa obrigação. E para isso, é preciso que leiamos a Palavra e que aprendamos com nossos discipuladores e, acima de tudo, nos convertamos verdadeiramente, pois nós seremos a “porta de entrada” da Casa de Cristo.

Cristo Vive...

Salve amados...

Hoje trago a discussão, a questão havida em uma cidade de Portugal chamada Tomar, onde as igrejas de uma freguesia (segundo apurei, sinônimo de município) adotaram a substituição do Cristo Crucificado pelo Ressuscitado. Tal fato gerou polêmica na cidade, tendo os mais antigos rejeitados esta mudança.

Vale a pena ler a matéria em http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1073680.

Particularmente, concordo com o Padre. A figura de Cristo crucificado para nós deve ter o sentido do sacrifício, da entrega. Que ao contemplarmos sua imagem na cruz, reflitamos sobre toda sua paixão, o que o levou a permiti-la e toda a nossa vida até então. Mas o Cristo ressuscitado também deve estar presente na Igreja e, de preferência no lugar de destaque, que a meu ver, independente da imagem do santo padroeiro, é o Altar Mor da Paróquia. O Cristo Vivo é o cumprimento da Promessa. Se é na esperança da ressurreição que vivemos e se na imagem do Cristo Vivo temos assegurada esta certeza, então o Cristo a ser adorado é Aquele que está sentado à direita do Pai, sendo certo que a imagem a ser contemplada deve ser a do Cristo Ressuscitado.

Na Paz de Cristo e no amor de Maria.